[Rumor] Apple iPhone Rosê? Confira o que deve vir por aí…
iPad com Desconto Educacional
Banco + Mac + Java = Funcionando!?

[Rumor] Apple iPhone Rosê? Confira o que deve vir por aí…

iPhone Golden Rosé

 

Ao final do primeiro semestre do ano é sempre a mesma coisa.. especulações e mais especulações sobre o próximo iPhone.. Fato é que por volta de setembro a Apple anuncia o novo modelo de seu smartphone. Para este ano temos vários rumores (alguns acabam se consolidando e outros não), e montamos esse post exatamente para mostrar a vocês o que deve vir por aí:

  • Com o sucesso dos novos formatos não há expectativa de mudança em relação as duas opções de tamanho de iPhone, deveremos ter um iPhone 6S (4,7″) e um iPhone 6S Plus (5,5″);
  • Internamente novos processadores são garantidos e seguindo a lógica teremos a linha A9 + M9, que são as gerações seguintes dos atuais A8 + M8. Mantendo arquitetura de 64-bits os novos processadores devem vir ainda mais velozes e com melhorias no desempenho gráfico;
  • A Apple sempre mostrou que o iOS é um sistema super otimizado, mas quanto mais memória sempre melhor, é esperado 2GB de memória RAM para as novas versões. Lembramos que os iPhones atuais com metade dessa capacidade já rodam de forma muito fluída e sem engasgos;
  • A camera deve saltar dos atuais 8MP para 12MP. Lembrando que a Apple tem nos últimos anos só aprimorado suas lentes e seu hardware de captura de imagem / vídeo;
  • A tela de safira é um desejo de muitos que pode se consolidar. O material mais resistente atualmente (atrás apenas do diamante) já deu as caras no Apple Watch, e agora muitos afirmam ser a vez do iPhone;
  • O Force Touch também foi introduzido no Apple Watch e depois no novo MacBook. A tecnologia permite detectar pressão do seu dedo sobre a tela abrindo um novo leque de opções. Há quem diga que a Apple irá implantar o recurso para realizar a tarefa do botão Home (achamos que isso tiraria a função a ser usada pelos desenvolvedores, mas quem sabe dois dedos de pressão ou algo assim);
  • Um microfone adicional perto do speaker irá melhorar ainda mais a qualidade sonora de voz;
  • Melhorias adicionais no Touch ID para ser tornar ainda mais eficiente no reconhecimento da digital;
  • O publico feminino (em maioria) ficou fascinado com o Apple Watch Golden Rose. Realmente é um dispositivo muito elegante e bonito, mas não é para qualquer um, o custo ultrapassa os 15 mil dólares. Como temos o iPhone Dourado (e o mesmo não é de ouro) surgiu recentemente o rumor que a Apple adotará como opção de cor o Dourado Rosê (imitando o ouro rosado).

Como vimos acima a vasta maioria das novidades estarão dentro do smartphone e não serão notadas a olho nu, exceto a nova opção de cor. Por isso fizemos uma simulação de como deverá ficar o novo iPhone 6S Rosê (caso venha a ser confirmado é claro).

E você o que achou? Não deixe de comentar e deixar sua opinião,

Curta nossa página e veja os artigos que estamos preparando para mostrar as funcionalidades do Apple Watch e tudo mais sobre tecnologia..

iPad com Desconto Educacional

A Apple resolveu atender os pedidos dos usuários e ampliou seu famoso desconto educacional para a linha de iPad. Ela está disponível para estudantes universitários e seus pais, e também para professores e funcionários do ensino fundamental, médio e universitário.

Um iPad Air que antes começava em R$ 1.749,00 com o desconto sai R$ 100,00 mais barato (isso em 12X sem juros), o valor a vista fica em R$ 1.481,10 .

ipad_educacao

APROVEITEM!!!

Banco + Mac + Java = Funcionando!?

Este artigo é dedicado aos usuários de Mac que se sentem injustiçados com a falta de suporte dado pelos bancos para esta tão maravilhosa plataforma.

Fato é que o Java também foi injustiçado por rodar sobre uma “Virtual Machine”, mas isso é o motivo de ele ser multiplataforma, por isso temos sempre que olhar os dois lados da moeda 🙂 .

Os bancos por sua vez usam o Java exatamente por essa razão (rodar em todas plataformas), e também pelo fato que através de uma aplicação na máquina do usuário é possível dar mais segurança, fazendo uma checagem para verificar se o acesso online vem sempre do mesmo computador autorizado (independente da internet). Mas quem acaba “pagando o pato” são os usuários que ficam se descabelando quando a tal aplicação não abre e o banco não reconhece o computador.

Banco_Mac

Vou explicar como tudo isso acontece. O Java por ser uma aplicação com autonomia e multiplataforma é alvo de muitos usuários maliciosos que procuram brechas de segurança, e por isso sempre existem atualizações. Por sua vez a Apple (em específico pois é o foco do post) a cada brecha encontrada ela obriga os usuários a atualizarem o Java, desativando o mesmo temporariamente até fazerem isso. Neste de ativa e desativa que os problemas surgem. Uma vez desativado se ele permanecer nesse estado o banco não consegue usar sua aplicação e consequentemente você não consegue acessar todos os recursos necessários.

O que fazer? Por incrível que pareça a solução é simples e poderia ter partido dos próprios bancos, mas como eles não o fizeram, explicarei aqui a vocês passo a passo:

1) Acesse o endereço oficial para verificar sua versão do Java em : http://www.java.com/verify

 

Java_Verifica


2) Clique no botão “Verificar versão do Java”. Aí fica o “pulo do gato”, pois se o seu Java estiver inativo aparecerá a seguinte mensagem como na tela abaixo:

Java_Inativo

3) Caso este seja seu caso, basta clicar no “Plug-in Inativo” e ele irá ativa-lo. Se não aparecer essa mensagem você já terá o mesmo ativo, e ele irá pedir permissão para rodar o verificador de versão. É recomendável que você rode o mesmo e caso seja sugerido a atualização o faça. É sempre bom estar com a última versão instalada.

4) A tela seguinte irá afirmar que você esta atualizado e com seu Java rodando.

Java_OK

Pronto! Agora você pode acessar seu banco sem problemas com o Java. Só lembre que o banco pede autorização para rodar sua aplicação e você deve confirma-la.

ATENÇÃO: Este post é mais específico para quem sofre com o “roda não roda” dos bancos no Mac. Se o banco NUNCA rodou no Mac é recomendável instalar o Java, depois em Preferências do Sistema -> Java -> Painel de Controle Java habilitar a opção “Ativar conteúdo Java no Browser” que fica na aba “Segurança”.

Em caso de dúvidas podem enviar comentários para nós.

Abraços e até o próximo artigo!

 

Como tirar vírus do pendrive sem antivírus

Quem nunca pegou vírus no pendrive que atire o primeiro mouse!!

Fato é que com o uso de pendrive e computadores em diversos lugares (lan-houses, escola, casa do amigo, trabalho, entre outros), o risco de contrair um vírus em seu pendrive é sempre alto. Mas nesses casos o que fazer?

Muitos recorrem ao velho e bom anti-vírus. Mas a verdade é que nem sempre eles resolvem, ora porque não encontra o vírus ou ora porque diz ter removido quando na verdade o vírus continua  no pendrive (principalmente as versões gratuitas). Pior é quando o vírus resolve “sumir” com todos os arquivos. Aí o jeito é recorrer aquele amigo que faz computação (conhecido também como “o cara da informática”) para resolver seus problemas.

Bom, fatos a  parte esse post não exige que se “manje” muito de computador. Alias, uma pessoa com conhecimentos básicos consegue seguir esses procedimentos. Antes de passar a “mágica” vou explicar um pouco sobre os vírus no pendrive.

Como se pega? Ao plugar o pendrive no computador ele se torna uma unidade de disco, e consequentemente todo o sistema “enxerga” essa nova unidade. Esse é o sinal para o vírus entrar em um novo ambiente.
Como evitar? Praticamente impossível, visto que quem realiza isso é o computador infectado. O que é possível fazer é adquirir um pendrive com opção de “somente leitura”, evitando que qualquer coisa seja gravada nele. Mas se o intuito for copiar algo para ele, essa forma já não serviria.

Como se espalha? Uma vez  no pendrive o vírus atua de forma um pouco diferente. Ele cria um arquivo chamado “autorun.inf” escondido. Esse arquivo é uma instrução para ser executada sempre que o pendrive for inserido.
Como evitar? Existe SIM uma forma eficaz de evitar  a infecção do vírus que esta no pendrive para o computador. Basta segurar a tecla SHIFT ao inserir e permanecer segurando a tecla  por pelo menos uns 10 segundos após isso. Isso “diz” ao computador para não executar o tal “autorun.inf” mesmo que exista no pendrive, evitando assim a sua infecção.

Como se remove o vírus?
Normalmente muitos irão dizer: pelo antivírus, mas aqui mostrarei uma forma manual e eficaz de remove-lo:

Insira o pendrive de forma segura (segurando a tecla SHIFT como falado anteriormente). Verifique no “Meu Computador” a letra da unidade atribuída a ele (neste exemplo o pendrive esta em D:). Pelo meno INICIAR localize o “Prompt de comando”, que também pode ser chamado executando o arquivo “command”. Uma tela preta irá abrir, e aí você irá fazer como na tela abaixo:

screen_prompt

O comando D: é para mudar para o pendrive. Depois disso o comando attrib é usado para tirar todos os atributos protegidos de todos os arquivos,  pastas e subpastas do pendrive. Os vírus se ocultam usando esses atributos. 

O comando pode demorar até alguns minutos (dependendo de quanta informação existe no seu pendrive). Após o término será possível pelo “Meu Computador” visualizar todos os arquivos (todos mesmo!!) que existem no pendrive. Neste momento aqueles arquivos que sumiram voltam e também é possível visualizar arquivos “estranhos”.

Para eliminar de vez o vírus é necessário um trabalho manual. Apague o arquivo autorun.inf e qualquer arquivo / atalho que seja desconhecido para você. Mantenha em seu pendrive somente seus arquivos conhecidos.

Feito isso o vírus terá sido excluído! Mas lembrem-se a saga pode continuar caso você volte a inserir ele em um computador infectado. Não esqueça da dica do SHIFT quando for colocar pendrive “estranhos” em seu computador.

Espero que tenham gostado do artigo! Até o próximo!